Esteja atento às oportunidades de melhorar os resultados de longo prazo na esquizofrenia

Dada a forte evidência de que o tratamento de longa duração melhora os resultados funcionais, precisamos ser mais convincentes ao defender o seu uso ao conversarmos com pacientes com esquizofrenia e suas famílias. Essa foi a mensagem principal de Christoph Correll (Charité University Hospital, Berlim, Alemanha) em um simpósio satélite do ECNP Virtual 2020.

O uso cada vez mais precoce de terapias de ação prolongada ajudará a preservar a funcionalidade e prevenir resistência secundária ao tratamento,1 disse o professor Correll na palestra. Em comparação com a medicação oral, as terapias de ação prolongada garantem a administração do medicamento e reduzem o risco de recaída e mortalidade.1 Também há benefícios com intervenções psicossociais, argumentou ele, e este foi um tema explorado anteriormente no simpósio de Silvana Galderisi (Universidade da Campânia Luigi Vanvitelli, Nápoles, Itália), que falou da necessidade de uma abordagem holística para o tratamento da esquizofrenia.

A maneira de apresentar importa

Em apoio à sua visão de que os profissionais de saúde poderiam fazer mais para encorajar o uso de terapias de ação prolongada, o professor Correll se referiu a uma análise de 33 conversas entre psiquiatras e pacientes com esquizofrenia.2 Apenas 9% do conteúdo enfocou os benefícios de uma terapia de ação prolongada; e apenas 33% dos pacientes aceitaram a recomendação deste tipo de tratamento. No entanto, uma entrevista subsequente descobriu que 96% dos pacientes, que inicialmente recusaram a terapia de longa ação, foram na realidade receptivos quando a ideia foi apresentada de maneira mais positiva.

O treinamento das equipes tem o potencial de aumentar substancialmente o uso de antipsicóticos injetáveis de ação prolongada

E para fornecer evidências de que as terapias de ação prolongada podem ser amplamente aceitas, ele apresentou dados da fase de recrutamento de um recente estudo multicêntrico nos Estados Unidos.3 O estudo envolveu um programa de treinamento preparatório de dois dias para profissionais de saúde e centros participantes. O estudo cobriu o racional das terapias de ação prolongada como prevenção de recaída na psicose inicial, tomada de decisão compartilhada, estabelecimento de funções e soluções para superar barreiras logísticas. Como resultado, 77% dos pacientes com primeiro episódio psicótico que eram elegíveis para o estudo receberam pelo menos uma injeção de ação prolongada.

A intervenção precoce faz a diferença

No início do simpósio, Ana Catalan (Hospital Universitário Basurto, Bilbao, Espanha) enfatizou a importância de planos de tratamento individualizados, de considerar o tratamento antipsicótico de manutenção e de não esquecer as intervenções psicossociais e psicoterapêuticas. Ela também defendeu fortemente a necessidade de serviços de intervenção precoce.

Uma meta-análise de dez estudos clínicos randomizados mostrou que a intervenção precoce foi superior ao tratamento usual nas taxas de descontinuação da terapia, nível de engajamento na escola ou no trabalho e gravidade dos sintomas positivos e negativos.4

O apoio financeiro educacional para este simpósio satélite do ECNP Virtual 2020 foi fornecido pela Janssen Pharmaceutica NV.

Our correspondent’s highlights from the symposium are meant as a fair representation of the scientific content presented. The views and opinions expressed on this page do not necessarily reflect those of Lundbeck.

Referências

1. Correll C U, Lauriello J. J Clin Psychiatry 2020;81(4):MS19053AH5C

2. Weiden PJ et al. J Clin Psychiatry 2015;76:684-90

3. Kane JM et al. J Clin Psychiatry 2019;80:18m12546

4. Correll CU et al. JAMA Psychiatry 2018; 75:555-565

Você está deixando Progress in Mind
Olá,
Por favor, confirme seu e-mail
Enviamos um link de confirmação para o seu endereço de email. Por favor, verifique sua caixa de entrada e/ou sua caixa de spam e clique no botão Confirmo meu endereço de email para obter acesso completo ao site.
As informações neste site são exclusivamente destinadas a profissionais de saúde.