Evidências do mundo real – aumentando a fluência organizacional por meio de técnicas de aprendizagem interativa

As evidências do mundo real (RWE – do inglês Real-world evidence) demonstram eficácia e segurança em longo prazo, além da eficácia e tolerabilidade mostradas em ensaios clínicos randomizados (ECR), e são derivadas da análise de dados do mundo real (RWD – do inglês real world data). Com a crescente exigência de RWE pelos órgãos reguladores, prescritores e contribuintes para informar a tomada de decisão e preços, as empresas farmacêuticas estão conscientes da necessidade de garantir fluência organizacional na terminologia e na metodologia de geração de RWE. Técnicas de aprendizagem interativas para alcançar isto foram descritas na conferência da Sociedade Internacional de Farmacoeconomia e Resultados (ISPOR, do inglês, International Society of Pharmacoeconimics and Outcomes) Europa 2018.

Uma pesquisa sobre a experiência de RWE do público do simpósio revelou que:

  • 22%, 27% e 35% tinham, respectivamente, muita, alguma ou pouca experiência no trabalho com pesquisas do mundo real; 16% não tinham experiência
  • 16%, 47% e 27% disseram respectivamente que seria extremamente desafiador, desafiador ou até pouco desafiador o avanço de uma agenda de RWE em sua organização; apenas 11% disseram que não seria desafiador

O público dentro de uma organização possui diferentes conhecimentos e necessidades de treinamento

Aumentando a fluência organizacional em RWE

Tradicionalmente, a comunicação corporativa interna, o desenho da educação e do aprendizado adotou uma abordagem passiva, fornecendo informações únicas, disse David Thompson, vice-presidente de Evidências do Mundo Real da Syneos Health. No entanto, o público dentro de uma organização é heterogêneo, com diferentes níveis de conhecimento, necessidades de treinamento, objetivos e usos para o assunto – uma medida que não serve para todos.

As abordagens de treinamento interativo adaptam o conteúdo e as experiências de aprendizagem às necessidades exclusivas dos alunos. As técnicas tradicionais de aprendizado passiva são substituídas por escolhas interativas orientadas ao aluno; e o desenvolvimento de habilidades e a prática de aplicação substituem o fornecimento de informações, explicou o Dr. Thompson.

A fluência organizacional permite conversas entre todas as partes interessadas

O objetivo é aumentar a fluência organizacional – um termo deliberado para indicar que o treinamento não é para melhorar a compreensão, mas para permitir conversas entre as partes interessadas com todos os níveis de experiência e de conhecimento.

Uma estratégia para elevar e integrar RWD e RWE

Até relativamente pouco tempo, os ECRs recebiam grandes orçamentos e eram cuidadosamente planejados, ao contrário da RWE, que fora tratado mais como uma reflexão tardia, disse Claire Methven, Líder Global de Evidências do Mundo Real, Educação e Treinamento da Janssen. Entretanto, a importância das RWE é cada vez mais reconhecida e uma estratégia para elevar e integrar RWD e RWE foi iniciada pela Janssen em 2014.

Uma avaliação inicial do treinamento organizacional necessário para implementar a estratégia revelou concentração de conhecimento, terminologia inconsistente, falta de planejamento, fontes de dados não transparentes e compartilhamento limitado de boas práticas, disse Claire. Uma pesquisa com o público do simpósio revelou que essas também são características de outras organizações.

O treinamento interativo pode converter concentração de conhecimento em uma rede poderosa

Tornou-se claro que, para avançar, as RWE teriam de se tornar parte integrante dos negócios e, para isso, seria necessário mudar mentalidades, comportamentos, processos e capacidades, explicou Claire.

Construa uma plataforma, conecte uma rede, mude uma cultura

O treinamento interativo pode converter concentração de conhecimento em uma poderosa rede, substituir terminologia inconsistente por um amplo consenso sobre definições, fornecer um recurso central para fontes de dados e permitir o compartilhamento de práticas por meio de estudos de caso e lições aprendidas, explicou Yvonne Ash, vice-presidente de soluções de aprendizagem da Syneos Health.

O treinamento interativo pode garantir uma terminologia consistente

O primeiro passo é montar uma equipe dedicada e diversificada, com experiência na área médica, em economia da saúde, epidemiologia, análise de dados, área de regulatórios globais, RWE regional, ciências de dados de TI, geração de evidências de dispositivos médicos e área científica, disse Yvonne.

O próximo passo é criar um centro de recursos único com diferentes caminhos e muitos vídeos e ferramentas interativas:

  • conscientizar aqueles que não trabalham em RWE de modo a permitir a compreensão das conversas sobre RWE – por exemplo, explicações da terminologia
  • informar aqueles que tomam decisões relacionadas a RWE, como,  líderes de projeto
  • abordar a geração de RWE para aqueles que geram RWE, como estatísticos e epidemiologistas

O treinamento interativo pode permitir o acesso a um recurso central de dados e a praticar o compartilhamento

Os recursos incluídos na central de recursos podem englobar artigos, anúncios, informações regionais sobre RWE, boas práticas e estudos de caso, atualizações regulatórias, fontes de dados, eventos, kits de ferramentas e uma caixa de conversa. Também é importante incluir um mecanismo de melhora contínua para permitir o desenvolvimento adicional da plataforma, aconselhou Yvonne.

Esta sessão foi patrocinada pela Syneos Health

Você está deixando Progress in Mind
Olá
Por favor, confirme seu e-mail
Enviamos um link de confirmação de cadastro para seu e-mail.
Antes de ter o acesso completo, por favor, acesse seu e-mail e confirme seu cadastro
As informações neste site são exclusivamente destinadas a profissionais de saúde.