Working Mind — uma estratégia eficaz para combater o estigma

O Working Mind – um programa antiestigma aplicado no local de trabalho, no Canadá, com uma abordagem baseada em contato direcionado – diminui o estigma associado a doenças mentais, aumenta a resiliência, melhora o bem-estar mental geral e a conscientização em saúde mental, além de fornecer retorno sobre o investimento. O programa faz parte da iniciativa antiestigma Opening Minds e foi apresentado no Congresso Mundial de Psiquiatria (WCP) 2021 pelo diretor do Opening Minds, Dr. Micheal Pietrus.

O estigma impede que muitas pessoas com doença mental procurem ajuda

Muitas pessoas com doença mental não buscam ajuda em função do estigma associado,1 afirma o Dr. Pietrus. O Opening Minds foi lançado no Canadá em 2009 para reduzir o estigma associado à doença mental.1

 

O Opening Minds tem uma abordagem única

O Opening Minds (em tradução literal, Abrindo Mentes) foi criado com uma abordagem de "baixo para cima", baseada em evidências e direcionada, explicou o Dr. Pietrus.

Um "pedido de interesse" feito em todo o país produziu uma grande quantidade de respostas e diversos programas propostos, que foram avaliados por um painel de especialistas nacionais e internacionais. O painel recomendou programas com educação baseada em contato ou contato social, que utiliza o contato social como uma maneira de melhorar a relação entre grupos que vivenciam estigma e discriminação, em vez de uma abordagem de marketing social.

Os ingredientes de programas bem-sucedidos foram identificados e usados para criar kits de ferramentas e materiais de treinamento para intervenções, que foram testados em quatro grupos-alvo principais: jovens; profissionais de saúde; trabalhadores; e a mídia.

 

Programa de trabalho do Working Mind

O Working Mind proporciona estratégias de enfrentamento para qualquer sinal de uma saúde mental ruim e mostra que a recuperação é possível

O Working Mind e seu programa associado, Working Mind First Responder, são os programas de mais sucesso até hoje do Opening Minds, afirma o Dr. Pietrus.

O Working Mind foi adaptado de um programa do Departamento de Defesa Nacional do Canadá para aumentar a resiliência das tropas em combate, com conteúdo adicional referente ao estigma a fim de mudar as percepções de saúde mental e doença mental.

Pietrus explicou que o Working Mind usa um modelo contínuo de saúde mental, que se movimenta em qualquer direção ao longo de um gradiente de "boa saúde mental" até uma "saúde mental ruim", em vez da visão tradicional de preto e branco, como "ou saúde mental, ou doença mental".

Ele oferece estratégias de enfrentamento para qualquer movimento a partir de uma saúde mental ruim e mostra que a recuperação é possível usando estratégias bem estabelecidas, como a definição de metas, a visualização, o diálogo interno positivo e a respiração diafragmática.

O Working Mind diminui o estigma, aumenta a resiliência e melhora o bem-estar mental

O programa também fornece treinamento de reforço e esclarecimentos conforme necessário.

 

O Working Mind é custo-efetivo

Mais de 200.000 pessoas em todo o Canadá já participaram do programa Working Mind; e um estudo randomizado em cluster demonstrou que o programa Working Mind diminui o estigma, aumenta a resiliência e melhora o bem-estar mental geral e a conscientização em saúde mental, disse o Dr. Pietrus.2

O Working Mind proporciona um retorno sobre o investimento

Além disso, um estudo calculou que o retorno sobre o investimento é significativo, de até 2 dólares canadenses para cada dólar canadense investido.3

O Dr. Pietrus concluiu destacando que o Working Mind está sendo implementado nos Estados Unidos e na Austrália; e países da Ásia, Oriente Médio, Europa e América Central e do Sul também manifestaram interesse no programa.

 

Quer receber as novidades da Progress in Mind Brazil no seu celular?

Participe do nosso canal no Telegram clicando aqui e receba os novos conteúdos assim que forem publicados!

Our correspondent’s highlights from the symposium are meant as a fair representation of the scientific content presented. The views and opinions expressed on this page do not necessarily reflect those of Lundbeck.

Referências
  1. Mental Health Commission of Canada. Opening Minds. Available at: https://mentalhealthcommission.ca/opening-minds/. Accessed 22 December 21.
  2. Dobson KS, et al. Effects of the Anti-stigma Workplace Intervention “Working Mind” in a Canadian Health-Care Setting: A Cluster-Randomized Trial of Immediate Versus Delayed Implementation. Can J Psych 2021;66:495–502.
  3. Deloitte Insights. The ROI in workplace mental health programs: Good for people, good for business. 2019, pp. 10–17.
Você está deixando Progress in Mind
Olá,
Por favor, confirme seu e-mail
Enviamos um link de confirmação para o seu endereço de email. Por favor, verifique sua caixa de entrada e/ou sua caixa de spam e clique no botão Confirmo meu endereço de email para obter acesso completo ao site.
As informações neste site são exclusivamente destinadas a profissionais de saúde.